Flamenguista viaja 80 horas para acompanhar final em Montevidéu

Escrito por em 25/11/2021

Em linha reta, são 4.082 km. Só que a coisa não é bem assim. Para sair de Boa Vista, em Roraima, no extremo norte do Brasil, para Montevidéu, é preciso mais tempo do que a distância denota.

Isso porque não existe voo direto. Daria cerca de cinco horas de viagem. No entanto, Fernanda Rangoni, torcedora do Flamengo, levou bem mais do que isso para chegar à capital uruguaia, palco da decisão do sábado (27/11), procedente do estado da região Norte do país.

“Saí de lá na sexta-feira de manhã e cheguei na segunda à tarde. Calculo que foram 80 horas, mas não consigo nem me lembrar”, afirma a torcedora fanática pelo clube carioca.

Mas de onde vem tanta paixão? “Nasci no Rio de Janeiro, mas moro lá [em Roraima]. Não perdi o amor pelo meu time. Pelo contrário, a coisa só aumentou”, acrescenta.

Foi o início de um périplo. Fernanda saiu de Roraima rumo a Brasília. De lá, para São Paulo, de onde embarcou para o Rio de Janeiro. Depois de uma passagem pela cidade natal, o retorno à capital paulista. Claro, para depois adentrar o avião rumo a Montevidéu.

Ufa, cansou só de ler, né? Para ela, o Flamengo compensa o sacrifício. Nesta quarta-feira (24), sob um sol escaldante, Fernanda aguardou a chegada do ônibus com os jogadores ao hotel em que estão hospedados. Não houve um contato próximo com os atletas, mas valeu para vê-los, mesmo que a distância.

Vai ao jogo? Claro que sim! “Já comprei o ingresso, estou com tudo na mão. Não poderia perder isso depois de tanto esforço”, diz Fernanda.

FONTE: R7


Opiniões dos leitores

Deixar um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.Campos obrigatórios marcados com *



Música

No Ar

Artista